NOSSAS ESPECIALIDADES

Assistência multidisciplinar e especializada para o conforto e segurança de sua gestação
Ecocardiografia Fetal e Pediátrica

A ecocardiografia fetal é um exame que permite avaliar o desenvolvimento, a função e a anatomia do coração do feto ainda durante a gravidez. O exame não oferece risco para a gestante ou para a criança, trazendo os benefícios de um diagnóstico precoce e de um tratamento eficaz das cardiopatias fetais. Dessa forma, certas doenças – como determinadas formas de arritmia – já podem ser tratadas dentro do útero da mãe.

O diagnóstico complementa a avaliação do ultrassom morfológico, uma vez que é realizado por um cardiologista pediátrico e fetal especializado, e também possibilita o planejamento do parto para receber e tratar devidamente o recém-nascido que apresenta doenças cardíacas congênitas, como a transposição das grandes artérias e a hipoplasia do VE ou do VD. Essas doenças requerem correção cirúrgica imediatamente após o nascimento.

No caso das formas de arritmia fetais que podem ser tratadas dentro do útero, o ecocardiograma fetal diagnostica e acompanha a resposta do feto ao tratamento, sendo ferramenta importantíssima no pré-natal das gestantes. O exame pode ser realizado através do abdômen materno a partir de 20 semanas, embora a melhor época seja por volta de 24 semanas de gestação.

Não há dúvidas de que no diagnóstico precoce das cardiopatias congênitas durante a gestação contribui para um melhor atendimento ao bebê e aumenta as chances de sucesso no tratamento. A presença de casos de cardiopatia congênita na família do pai ou da mãe e em filhos anteriores, são fatores de risco bem conhecidos. No entanto, cerca de 90% dos bebês cardiopatas vem de mães sem nenhum fator de risco determinado. Sendo assim necessário a avaliação cardíaca rotineira, seja pelo especialista em medicina fetal e/ou cardiologista fetal. Algumas infecções adquiridas pelas gestantes, como a toxoplasmose, a rubéola e a citomegalovirose, também podem comprometer a formação do coração fetal, assim como a diabetes, tanto a preexistente quanto a adquirida durante a gestação.

Fonte: Texto de Dra. Tamara Katina